quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Entre Mares e Portos


“Um navio no porto está a salvo. 
Mas os navios não foram feitos 
para permanecerem ancorados 
no porto".
(John A. Shedd)



Por isso vivo a navegar....
Nas palavras, versos, sons e notas musicais.
Navego entres instantes captados 
no colorido 
do teu sorriso.

Singro livre pelos mares que você possui. 
Mares que, pouco a pouco, você me revela.
Quero navegar na infinitude das horas. 
Içar as velas adormecidas do meu barco. 
Velas que acordam e se entregam felizes 
ao sopro do vento 
em seus 
tecidos leves, vaporosos.



Desejo a sensação dos marinheiros ao possuir 
a luz quente do sol no rosto.
Ou a luz fria da lua em noites estreladas no mar.
Só quero em mim a imensidão dos oceanos. 
Mergulhar em seus jardins submersos. 
Colher suas flores, plantas e corais.
Quero um mar de perigos e mistérios.
Entre o mar e o porto, escolho o mar.

O Mar é a livre incerteza dos dias.
E o Porto, a segurança dos dias iguais.

Por: Sil Villas Boas

8 comentários:

Tatiana Kielberman disse...

Sil, querida...

Que poema mais lindo!! Nem vou repetir o quanto acho que você deveria escrever mais vezes, né?

Seus escritos estão cada vez mais lindos e profundos e eu adorei a analogia entre mares e portos!

Que ambos estejam sempre presentes em nossas vidas!

Beijos!!

Fernanda disse...

Ás vezes quero porto, mas gosto muito do mar...

*Visita o meu pote... :-)

Magda Beatriz disse...

Oi Silvana...Peguei seu endereço no blog da Fernanda.
Estava vendo seu perfil...adorei saber q vc é uma pessoa q gosta de sorrir...pessoas como vc...estão se tornando cada vez mais raras no mundo.
Quando puder passa la no meu cantinho...vou adorar sua visita!
Tudo de muito bom para ti!
Beijos!
http://mbeatriz.webnode.pt/

ROSANA VENTURA disse...

"O Mar é a livre incerteza dos dias.
E o Porto, a segurança dos dias iguais..."

Nossa, que texto absurdo de lindo minha querida!
bjosssssss

หคтнყ disse...

Que Lindo poema

O mesmo mar que trás é mesmo que
leva.

Suzana Martins disse...

Uau... Uau...

Perfeito!!!

Fiquei aqui navegando em suas letras e viajando por todos os mares desses sentimentos!!

Lindo, lindo e lindo!!!

O mar e o seu encanto entre letras e versos que brincam com a alma!!

Lindo demais, querida!!^^

Beijos no seu coração!!^^

Helinha disse...

Querida Sil...

Que lindo texto!!

Amo quando você abre seu coração em verso ou em prosa!!

A verdade é que a gente precisa mesmo navegar... mas sempre precisa também de um porto pra onde voltar e repousar...

Beijos e parabéns!!

^^

Teresa Cristina disse...

Sil, este poema me tocou profundamente. Coisa mais linda! É como a vida que flui...bjus