terça-feira, 15 de maio de 2012

NIRVANA EM FLOR, por João Maria Ludugero


Minha sublime 
flor varzeana, 
minha flor formosa 
de rara beleza,
naturalmente linda, 
ornamentada
na cor mais viva, 
esplendorosa.
Nascida no lodo 
salobro do rio Joca
És minha flor de lótus, 
singela e deslumbrante
A evolar o perfume 
da paz em flor, 
na terra agreste 
a adornar 
o altar-mor 
da lida da gente
desde o Vapor 
ao riacho do Mel.
E assim te vejo florida 
e tão gloriosa
envolta na pureza 
que emanas 
luzindo pensares 
em sopros e lumes 
no abençoado êxtase sutil 
do meu Nirvana!

2 comentários:

Fernanda disse...

Saudade desse jardim...e com um poema do João ele fica ainda mais perfumado!

Kelly disse...

Sou apaixonada pela flor de lótus. Seu significado é lindo.

Adorei o poema. Muito lindo!