sexta-feira, 6 de julho de 2012

OLHA O PASSARINHO! por João Maria Ludugero



E lá estava a geringonça 
No meio da praça 
Montada no tripé 
A objetivar o "giz" da graça! 
Como meio de expressar 
O instante preciso e transitório. 
Quanto sujeito fez pose 
Pra mostrar a cara lavada, 
Feito o cão chupando manga 
Ou o diacho a 3x4 em foco! 
Só pra refrescar a memória, 
Aahh! cenas e cenário, identidade, 
Palco do sorriso Kolinos cheio 
De dentes clareando os cinzas, 
Numa fugaz alegria a flertar a lida 
Que mesmo em preto e branco 
Reluzia aos flashes. 
Não era assim um fotógrafo 
"à la minute" desses de agora, 
Mas o lambe-lambe 
Tinha lá seu glamour 
Ensolarado de contente 
A registrar instantes a serem 
guardados pra sempre na moldura, 
Mesmo em face de não se revelar 
O interior da gente. 
E quanta criatura arrumou os bigodes, 
Abrilhantou os fios de cabelos na saliva, 
Fazendo caras e bocas ao ar livre... e clic! 
E "olha o passarinho!" à espera do primeiro 
Que bem se queria espiar 
Retratado na fotografia.

Nenhum comentário: