domingo, 8 de julho de 2012

S.O.S. NATUREZA, por João Maria Ludugero


Sem meio não há ambiente inteiro.
O homem muda o mundo. Evolução?
Não adianta camuflar 
os sentidos aos choques, 
tapar os ouvidos, 
fechar os olhos à situação
onde imperam as afiadas e cegas 
serras elétricas do progresso. 
E a boca calada provoca desequilíbrio. 
Silêncio que cala consente 
a derrubada da mata. 
Se a boca é muda, 
desmata-se, a mata é morta.
Morre o rio assoreado, estanca o ribeiro.
E adeus ao mel do riacho, 
que perde seu curso, eiras e beiras.
É morte certa. O rio seca. 
Catástrofe. Impacto ambiental. 
A natureza poluída chora suas perdas. Efeito?
Então, respire fundo...
inspire essa ideia, estufe o peito, 
abra os pulmões, abrace essa causa, agora-já!
Mexa-se e grite: alto lá, carecemos salvar 
o que resta do resto do mundo!

Nenhum comentário: