quarta-feira, 27 de novembro de 2013

BEM-TE-VIZINHO, por João Maria Ludugero


BEM-TE-VIZINHO,
por João Maria Ludugero.

E olha lá que eu consigo,
Em tuas asas quero voar,
Seguir por belos caminhos,
Ver o sol de perto, assim,
Ficar de braços abertos,
Ir de norte a sul.

Encanta-me em suas lindas penas,
E no ar... dentro da tua cantiga
Que não deixa me ver só apenas,
Meu doce bem-te-vizinho!
Além do mais, já entendi 
Que todos os dias são bonitos, 
Apesar das limitações 
Que não permitem enxergar.

Nenhum comentário: