terça-feira, 26 de novembro de 2013

VERSOS DESNUDOS, por João Maria Ludugero


VERSOS DESNUDOS, por João Maria Ludugero

Sem medo da cuca
Com todo o ânimo

Mantenho a serenidade
Não deixo meus sonhos contidos
Vou desabrochando minhas verdades
No vasto mar dos momentos vividos.

Assim encontro forças pra viver 
O que lateja em meu coração desnudo
Procurando descoberto me envolver
Dentro e alto em acordes de sonhos


Na meada das linhas da minha inspiração.


Nenhum comentário: