sábado, 24 de abril de 2010

Amores Virtuais

Nada como o fim de semana pra descansar, recarregar a s energias e fazer o que se gosta. No meu caso, sempre durmo até tarde. Tomo meu café, cuido do meu espaço e depois me dedico a escrever pro meu Blog Jardim dos Girassóis. Cada pessoa tem um jeito próprio de aproveitar os sábados e domingos. Alguns vão à praia, cinema, teatro, shopping, bares e restaurantes, ou preferem dançar um forrozinho rasgado em espaços especializados neste ritmo. Como toda boa nordestina, adoro dançar Forró. Ir ao cinema, só ou acompanhada. Visitar livrarias para saber as novidades do mundo literário. E tomar água de coco em Boa viagem, a melhor praia do Recife a 10 minutos de onde moro. Fugir da rotina sempre é a melhor opção para nosso equilíbrio pessoal, pois ninguém só deve viver para trabalhar, ou se dedicar 24 horas por dia a apenas um único objetivo na vida.

Como por exemplo, cultuar sentimentos por alguém intensamente no mundo virtual. Tenho lido várias histórias de pessoas solitárias que se envolvem em relacionamentos na Net. Muitos namoros virtuais conseguem durar e chegam até o casamento. Mas a maioria dos casos quase sempre tem desfechos diferentes do que a pessoa idealizou para si.
Geralmente a paixão virtual acontece com mulheres solitárias, carentes, que buscam um pouco atenção, de carinho, de transformações na rotina de suas vidas. Algumas que vivenciaram este tipo de amor, ou melhor, paixão, conseguem se desligar numa boa, saindo ilesas e mais experientes. É mais um aprendizado que assimilaram na bagagem mental. Outras não têm a mesma sorte. Mágoas, traumas e até mesmo prejuízos financeiros, materiais e morais são as conseqüências acarretadas às vitimas, seja homem ou mulher, destes relacionamentos. Sim, eles também estão sujeitos a caírem neste tipo de emoção. E quase sempre a decepção do homem é pior que a da mulher, pois ficam com a sensação de o quanto seu orgulho masculino foi arrasado e ferido, quando são enganados por alguma internauta sem escrúpulos.

Para estas pessoas, o melhor caminho é dar um tempinho ao tempo, que tudo resolve. A dor de serem enganados, traídos por alguém em que confiavam na net é imensa e cruel. Mas nada adianta se fecharem em si mesmos, se isolarem do mundo, dos amigos e familiares. Porque não se conhece inteiramente uma pessoa no mundo virtual. Todo mundo em algum momento da vida já cometeu erros. E você não foi e nem será o único a passar por isso. Não se deixe abater, desanimar ou se estagnar para a vida. Sigam o preceito da música do Raul Seixas, Tente outra Vez......... a chance de ser feliz.