sexta-feira, 6 de maio de 2011

Bolhas de sabão

Gosto tanto de Nietzsche
(mesmo não tendo a noção de como se pronuncia este nome)
Resolvi compartilhar um texto dele, um dos meus favoritos
Beijos a todos, ótima sexta-feira!

 

Creio que aqueles que mais entendem de felicidade
São as borboletas e as bolhas de sabão...

Ver girar essas pequenas almas leves
Loucas e graciosas
E que se movem é o que
De mim
Arrancam lágrimas e canções.

Eu só poderia acreditar em um Deus
Que soubesse dançar.

E quando vi meu demônio
Pareceu-me sério, grave, profundo, solene.

Era o espírito da gravidade
Ele é que faz cair todas as coisas.

Não é com ira, mas com riso que se mata.
Coragem!
Vamos matar o espírito da gravidade!

Eu aprendi a andar.
Desde então, passei por mim a correr.

Eu aprendi a voar.
Desde então, não quero que me empurrem para mudar de lugar.

Agora sou leve, agora vôo
Agora vejo por baixo de mim mesmo
Agora um Deus dança em mim!

Friedrich Nietzsche

9 comentários:

Sil Villas-Boas disse...

Bom dia Rosita

Bela escolha de poema para esta sexta-feira. E este poema é muito belo e leve e tocante. Parabéns pela escolha.
Bjusss
Sil

J.Nunez disse...

como não gostar, aqui está a nata, tudo de bom esse blog. um abraço

J.NUNEZ

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Cá estou eu a agradecer-te a visita ao começar de novo. Adoro girassóis e por isso escolhi este blog e não os outros que tens. O poeta tem razão; as brboletas e bolas de sabão são com certeza felizes; voam alegres por onde querem mostranso a sua beleza a nós simples mortais. Não podemos voar, mas podemos sonhar e nos sonhos muitas vezes voamos. Um bom fim de semana e um beijinho
Emília

Cristian disse...

Muito bom Rosa!
Sabe como aprecio esse bigodudo aí né!!?
Nietzsche é simplesmente profundo!
Sua filosofia me fascina. Me inspira.
Sabe disso.
Não poderia deixar de passar aqui hoje.

Bjks, qrida!
do seu Cris

Marília Felix disse...

Bom dia Rosa e Sil! :))

Nietzsche sempre encontrou as palavras certas pra me definir!

Ser leve, voar, ver por baixo de mim mesmo...

Ótimo texto!
Bjão!

Tatiana Kielberman disse...

Rosinha, querida!

Sou adoradora de Nietzsche e, por causa das aulas de Filosofia e Antropologia na faculdade, tive que aprender a pronunciar o nome na marra!

Rsrs... mas confesso, é preciso muita concentração para entendê-lo e decifrá-lo! É um cara para poucos... e, muitas vezes, me vejo perdida tentando entender suas letras!

Mas esse texto está simplesmente leve, gostoso, adorável...

Eu também acredito nesse D´us!

Beijos e ótimo fim de semana, querida!

Tudo de bom pra você também, Sil!!

Andreza disse...

...girassóis minha paixão...
claro que fico e leio...
bjks doce no ♥ girassolístico!!!!

Paulo disse...

Compartilhar o que se gosta é um ato de amor, Rosa.
Obrigado.

RosaMaria disse...

OBrigada Sil
Obrigada amigos!

Boa semana pra nós.

beijos