segunda-feira, 31 de maio de 2010

Para Tati Monteiro


*** Solidão.

É um dos momentos mais que difíceis para ser descrito. Quando eu me encontro num contexto assim, fico meio triste e pensativa. Mas uma boa saída pro cinema, ou bater perna em livrarias, resolvem este meu estado de espírito. Pressinto que na sexta feira desta semana (04), meu momento de solidão vai chegar de mansinho. E me fará lembrar os 60 dias da ausência de uma maravilhosa e especial pessoa para mim.

*** Doces lembranças.

Que guardo até hoje da minha saudosa amiga Tatiana Monteiro. Menina incrível, mulher inteligente e um ser humano que conhecia como nenhum outro, o significado da palavra AMIZADE. Esta nossa amizade durou apenas dois meses, tempo mais que suficiente para incutir em mim a vontade de escrever, algo que ela fazia incrivelmente bem. Prova disso são as poesias dela no Prosa em Verso, espaço que ela idealizou na Internet.
Se passei dois meses de alegria junto com a Tati e a nossa turma de amigas, também irei passar dois meses, completados na sexta, me sentindo um pouco mais triste com a ausência dela.
Mas tudo só dura o tempo programado para que as coisas do universo nos aconteçam. Poucos dias foram destinados para eu conhecer e conviver com a Tati, infelizmente. Sabiamente, pude aproveitar todos os instantes que a gente dialogou e se divertiu pra caramba no TT. Tati me ofereceu muitas coisas boas, inclusive a amizade com outras pessoas geniais como ela, feito a Sandra Cajado. A dor da saudade é muita. Mas procuro amenizar esta dor expressando sentimentos e opiniões no meu blog. Blog que batizei com o nome da flor que ela mais gostava. Girassol.