quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Da Vontade de Você

Por: Cláudia Costa


Cá estou em uma espera delirante
Olhando horas que se arrastam
Que te afastam
Quando deviam te trazer.


Cá estou nessa ansiedade acelerada
Numa sede agonizada
Numa quase fome de você.


Aguardo momentos pequenos
Onde talvez se dêem nossos encontros
Aguardo seu chamado de desejo
Pra me contagiar.


E eu viajo...me deixo conduzir
Em pensamentos, em desejos,
Em ilusões...


No fim, por mais que te veja
De olhos e movimentos
Caídos por mim...
Penso que te criei, me iludi
Feliz assim
Em acreditar...
No olhar, nas palavras,
Nos nossos movimentos.


Esqueci que somos mundanos
Humanos, rasos, sexuais
Superficiais.
Por vezes, apenas caça e caçador.


Facilitei a caça
Me perdi no teu prazer...