quinta-feira, 7 de julho de 2011

AMPULHETA - TEMPO E PÓ

Por: Cláudia Costa

Horas passam  sem se ver
Sem perceber passam anos
Anjos, amigos,
Amores, trabalhos,
Vida...
Estamos fora do tempo
Corrido...
Sofrido ou tranquilo
Armado ou amado
Tempo...
Aqui, agora ou antes...
Lembranças boas idealizadas
Futuros em expectativas
Variadas...
Ilusões de agora
Tempo que se esvai
Enquanto vivemos
Entremeios
Reentrâncias
Progressos
Regressos
Tempos...
Corridos
Misturados
Passados, Presentes, Futuros
Repetidos
Atropelam-se,
Passam por nós
Como horas
Em ampulhetas
Areias finas
Tempo e pó.