quinta-feira, 2 de agosto de 2012

E POR FALAR EM LARANJAS..., por João Maria Ludugero


E assim Deus fez com capricho
uma fruta diferente: a laranja,
que traduz um pouco a alma da gente
a começar pela flor-essência
trazendo encanto e beleza,
a simbolizar amor, comunhão
da esperança e da pureza
nas mais variadas espécies.
E, no arranjar desse pomar maravilha
- o que é que o Supremo não arranja! –
na História da Criação,
surgiu, assim, a laranja,
que, feito nós, as criaturas,
cumpre sinas desiguais:
umas são doces e tão boas,
outras, azedas ou amargas demais.
Sem esquecer de mencionar
aqueles que se passam por outrem
a esbanjar na testa suas façanhas,
em "laranjas" pra lá de ilícitos.
Mas de quem seria a culpa
pelas falcatruas desses infelizes?
A laranja é que não tem que pagar a conta...