segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

PAIS E FILHOS, por João Maria Ludugero

PAIS E FILHOS,
por João Maria Ludugero.

De tal sorte, amor de família 
É pois a essência mais inexplicável 
Do mundo, 
A correr dentro e alto, 
Em imenso significado;
Nem um pai consegue 
Dizer para um filho 
O quanto o ama, 
Nem o filho sabe 
Dizer ao pai da sua estima
E consideração.
Então eles, amiúde, 
Simplesmente 
Demonstram...

IGOR GABRIEL, MEU FILHO, por João Maria Ludugero


IGOR GABRIEL, MEU FILHO, 
por João Maria Ludugero. 

E assim,
Fico a te manjar 
Com os olhos 
Da lida 
E, acho 
No facho de luz 
Do teu olhar 
Lume 
Magia 
Alegria 
Acordes 
De sonhos brilhantes. 

Na 
Candeia 
Do teu olhar 
Acho 
Vida 
Amor 
Alento 
Encanto... 

No reluzir 
Do teu olhar 
Acho 
Calor 
Carinho 
Felicidade 
Vivacidade. 

No 
Brilho 
Do teu olhar 
Achei 
A paz 
Que tanto sonhava encontrar. 
E por essas 
E outras razões 
Igor Gabriel, 
Que por toda minha vida 
Vou te amar com vastidão, 
Meu filho 
Querido!