sábado, 3 de julho de 2010

METADE DE MIM


Por Sil Villas-Boas

Metade de mim é silêncio
A outra metade, palavras
Uma guarda sentimentos
A outra, cicatrizes
Transformadas em raízes
Que amargaram os bons momentos



Metade de mim sorri
A outra metade emudece
Uma esconde segredos
A outra, lembrança feitas
De imagens tão perfeitas
Que quase toco nos dedos

Metade de mim
É fantasia
Realidade
Alegria
Tristeza
É a agonia de uma
Saudade
Metade de mim
São os desejos sentidos
E (quase) nunca arrependidos

John Lennon - Stand by me




Meu presente para os amigos curtirem neste fim de semana.