quarta-feira, 8 de junho de 2011

Entre_Linhas

Por: Cláudia Costa


Nos aproximam letras que traduzem sensações

Sentimentos em palavras que nos chamam

Como ímãs.

Absolutamente nada é dito as claras

Nada objetivamente declarado

Percebemo-nos interessados

Dançamos em nossas letras, 

Imaginamos intenções

Descortinamos entrelinhas.

Desnudamo-nos. Conhecemo-nos.

Nos aproximamos.

Passo então a respirar tuas linhas

Suspiro letras,

Aspiro palavras... Minhas.

Anseio encontros, linhas,

Aspas, idéias, possibilidades...

Reticências...

São nossas, tão nossas entrelinhas

Que nos permitem mundos



De realidades e sonhos

Que nos permeiam aproximações

Respeito, ambiguidades, carinhos

Cumplicidades, leituras próprias

Só nossas...de nós dois.

Onde outros imaginam,

Temos certeza. Velada, quieta

Sorriso de canto,

Espera sorrateira

Vinho a espreita.

Sorvemo-nos

Entre_linhas.