sábado, 4 de dezembro de 2010

Solidão a dois…



Será melhor, pra nós dois, abrir mão de sua presença, do que continuar nossa solidão a dois.
Você me prometeu horas felizes. E, até certo ponto, isto aconteceu. 
Mas àquelas horas foram desvanecendo-se aos poucos, revertendo-se em dias tristes e arrastados. 
Dias em que tuas ausências suplantavam tua presença. É……
Você só me trouxe ausências. Prefiro então, a escolha de desistir de nós dois.
Desisti de cuidar de tuas carências.
De nossas lembranças e andanças em caminhos que a gente trilhava intimamente.
Caminhos que se perderam de mim e de você”.
Desisto assim, de nossa solidão a dois. Escolho cuidar só da minha. É o melhor a ser feito no momento.
Deixo que os nossos medos, mágoas e silêncios, acumulados em nossa relação sejam levados pelo vento.
É o melhor a ser feito…..
E aí você me pergunta. Por que tomar esta decisão definitiva?
Respondo então.
Porque….
Solidão a dois desgasta.
Afasta o amor que construímos,
sentimos, experimentamos
e vivemos em nós dois.
Solidão a dois
É o diálogo do silêncio com a rotina
Desaquece a chama na retina
Apaga as cores do coração.
Solidão dupla é o fim da emoção
Sentimento que adoece e morre
Por isso te digo Não.
Não desejo mais nossa solidão.
Assumo sem medo
Sem arrependimentos
A minha própria solidão.
Dói menos que a nossa.
By Sil Villas Boas