sexta-feira, 27 de maio de 2011

Pra que te quero?!

Por: Rosamaria Roma

Planos...
Pra que te quero?!

Chega a soar como uma grande bobagem
Esse hábito de ficar fazendo planos
Quando não sabemos nem o que nos espera no dia seguinte.
É incerto mesmo para os mais felizes.

Ninguém deveria fazer promessas para o futuro.

Mesmo o que já possuímos pode nos escapar e, nessa hora
Em que pensamos estar bem, um mal pode nos arrasar.
O tempo transcorre segundo leis invisíveis, é certo, mas obscuras.


E por que me importam as certezas do dia a dia
Se eu permaneço na incerteza?

Não vamos deixar nada para mais tarde.
Vamos acertar nossas contas com a vida no dia após dia.

Que a razão do nosso viver seja sempre nós mesmos.
E que a Paz interior seja nossa maior meta.
 
Vamos viver cada dia sem planejar o amanhã.
 Não deixando nossa vida na pendência de um futuro incerto. 

 Sil e amigos!
Obrigada pelo carinho
Bom final de semana
Beijos

TUA POESIA

Por: Sil Villas-Boas




Pousei em mim tua poesia
Poesia que me acende inteira
Poesia que me faz voar
Leve, solta e livre ao vento

Poesia que me toca e me faz respirar
Teus sabores
Teu hálito agridoce
Teu beijo que arrepia
A tua boca na minha 
É Poesia

O calor do teu abraço
Acelera meus pensamentos
Perco todos os sentidos
A razão, a lógica, a lucidez

Nos teus versos desconexos
Faço-me (in)quieta
Insana felina
A arranhar tua  pele
A acarinhar tuas feridas
Tua Poesia atiça minha timidez.