quarta-feira, 21 de setembro de 2011

SamPaixão


Por: Cláudia Costa


Parecia apenas uma cidade
Com suas imensas concretudes
Sua correria intensa
Suas gentes distribuídas

Parecia uma mistura
De imagens, de culturas,
Abordagens.

Mas Sampa trazia consigo
Uma imensa solidão
Concreta no cinza

Surpresas escondidas
Em suas esquinas
Parques, verdes, vias

Amores!

Sampa, volta e meia
Me surpreendia
Com seus imensos desafetos
Com uma certa crueldade
Com uma maldade disfarçada

Nostalgia, melancolia

E um oceano de alegrias reveladas!
Longe ou perto
Sampa sempre me traz saudades
Me arrebata o coração
Me invade com sua vivacidade

São Paulo sempre me convida
A uma nova Paixão!