quarta-feira, 17 de novembro de 2010

O MAR



Feliz de mim 
Moro perto do Mar
Vez em quando
Vou até ele
Pra sentir
Sob meus pés
Nus e Livres
A areia fria e áspera
Que importa?
Quero mais as sensações 
Sentir o vento no rosto,
Na alma
Sentir o ir e vir das ondas
molhando minhas pernas
E as ondas
Parecem crianças travessas 
A brincar alegres

Feliz de mim
Moro perto do Mar
Mar é metáfora de Amar
Mar é metáfora de Liberdade
Mistérios
Medos
Saudades
Mar de Sereias, Iemanjá
Mar da canção de Caymmi
''É doce morrer no Mar"

É doce morrer no mar
Nas ondas verdes do mar
A noite que ele não veio 
Foi de tristeza pra mim

Saveiro voltou sozinho
Triste noite foi pra mim
Saveiro partiu
de noite foi

Madrugada não voltou
O marinheiro bonito 
sereia do mar levou

É doce morrer no mar
Nas ondas verdes do mar
Nas ondas verdes do mar meu bem 
Ele se foi afogar
Fez sua cama de noivo 

no colo de Iemanjá.

Adoro o Mar
Adoro Amar