sábado, 20 de setembro de 2014

O AÇUDE DO CALANGO,por João Maria Ludugero

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
  
 
 
 
 
O AÇUDE DO CALANGO,
por João Maria Ludugero

Eu vi o açude.Eu sei que o Calango é bonito,

Eu sei que ele é simples, é singelo.
O Calango sempre me importou,
Desde a velha infância
Quando minha avó Dalila
Me levava a tomar banho
De cuias, bacias, potes e latas
De óleo Benedito...

Eu vi o açude do Calango.

O Calango tem água verde-musgo.
O açude é singeloE calmo também.

Na forma de cores da tarde amena

Que explode o agreste verde em laranjas,
O Calango brilha ao lusco-fusco 
Que me arde e me nina,
O Calango se pinta a partir de essências
De todas as cores da Várzea das Acácias.

MENSAGEM DE ANIVERSÁRIO À EXCELENTÍSSIMA AMIGA TEREZINHA TOMAZ ANACLETO DE LIMA, PARLAMENTAR VARZEANA, por João Maria Ludugero.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

MENSAGEM DE ANIVERSÁRIO À EXCELENTÍSSIMA AMIGA TEREZINHA TOMAZ ANACLETO DE LIMA, PARLAMENTAR VARZEANA,
por João Maria Ludugero.

Cara Amiga TEREZINHA TOMAZ,

Digníssima Parlamentar varzeana, Filha do inesquecível Plácido 'Nenê Tomaz' De Lima e da terna Senhora Dona Anatilde.


FELICIDADES para Sua Excelência, por este dia tão especial que é o seu aniversário. Feliz idade nova!

Nossos estimados PARABÉNS, que possa ter muitos anos de vida, abençoados e felizes, e que estes dias futuros sejam todos de harmonia, paz e sonhos realizados no cerne da seara de Ângelo Bezerra.

Que seu coração, esteja sempre em festa, porque é um ser de tamanha luminosidade e muito especial para toda a sua gente varzeana, amigos e queridos familiares.

Felicidades pelo seu aniversário. Sucesso em sua vida pessoal e profissional. Saúde e muita proteção do Padroeiro das nossas esperaças:
São Pedro Apóstolo!

Que seu caminhar seja sempre premiado com a presença do Supremo Arquiteto do Universo - Deus, guiando seus passos e orientando todas as suas decisões, para que suas conquistas e vitórias, sejam constantes em seus dias. Parabéns por hoje, mas felicidades sempre!



São os votos do Amigo João Maria Ludugero,
Advogado, Poeta e Escritor.

PELO VÃO DA KIRO ENLUARADA, por João Maria Ludugero

 
 
 
 
   
 

 
 
 
 
 
PELO VÃO DA KIRO ENLUARADA,por João Maria Ludugero

Depois de tantos sóis, a partir do coração partido,Entretido amorteço as dores pelo chão-de-dentro.Que bela Lua, desde desnudada e espairecida.

Mostra-se a todos, sem carecer de ser cabotina.Que fascínio de menina expostaAo Sol a furtar-cores sem artifício!

Seu rastro de luz permite caminharE admirar à noite que me nina astutoEm acordes de sonhos em firmamento,A manjar as bermas sem assombração,sem quebrar o vasto e multicolorido poteda fantasia extravasada desde o interior,Sem medo da cuca prateada em labirinto,Prossegue adiante na lida sem esmorecer,Mesmo ao cair da chuva numa cheia do céuAlém do horizonte de sua Nova Canaã...

Bonita, eterna e linda, de sentinelaPela bendita seara dos apaixonados e,Ainda, pelo vão dos que amam a belezaDa natureza a correr dentro e alto,Depois de tantos e tintos arrebóis!