quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Prazer - Por Cláudia Costa


Nos olhos, ao conhecer
Aquele corpo
Cujo pensamento
Já conhecia a tempos.

No olfato, no ato
De sentir seu cheiro
Suave e desejado

No tato, seguido
Do abraço
Inteiro, envolvido,
Querido, doado.

No paladar,
Ao encostar na boca linda
Com a qual sonhava
E tanto queria minha.

Na alma eufórica,
Apaixonada
Entregue. 

“Tudo que eu sabia é que te queria e eu, conseguia imaginando...”