domingo, 22 de maio de 2011

Chegou o Sol


Por: Sil Villas-Bôas

E hoje o sol chegou.
Depois dos dias chuvosos ocorridos, 
a fazer tarde e noite entristecidas e sem cores.
Sol que chega e clareia cada pedacinho dos recantos ensombreados pela falta dos sons da vida.

Rei Sol chegou
Veio para transformar lágrimas em risos,
Mágoas em sabedoria,
Prosa em Poesia.
Veio para apagar imagens antigas 
Das lembranças desprovidas de sentidos.

Sol ilumina (dor)
Sol fascina (ação)
Sol a nascer no (a)mar
E ficar no coração.

15 comentários:

Anônimo disse...

Em dias chuvosos tem tantas outras coisas para se fazer, basta que se acendam os sóis que trazemos no coração. Daí a cabeça se ilumina em qualquer estação...Discordo em termos do que diz seu poema solar.
Achei morno demais, pode fazer melhor, mas taí. Falei. Voltarei. É minha opinião. Bfs!
Aninha Pedrosa Chaves Falcão
São Paulo/SP

João Ludugero disse...

A poesia da Sil ilumina em qualquer estação. A Sil nunca foi nem será uma andorinha solitária. Ela, faça sol ou chuva, outouno ou primavera, não importa tem sempre lume de sobra que não é vago, fosforesce, abre clarão até na mais fechada mata.
Adoro sua poesia SIL, e cada dia mais consegues nos embevecer dando sentido às palavras mudas. Dizer que sua poesia é morna é não entender bulhufas de poesia, é falar pelos cotovelos, à-toa. Existem corações que não sabem sentir, detão àsperos, ariscos preferem a sombra do anonimato para 'tarantularem'suas presas. Mas essas teias são assim, tênus e se forma nas sombras, viúvas às escuras.
Poesia ilumina, é sol a qualquer hora do dia ou da noite. Sabia?
O poema da Sil não se prende à sazonalidades nem é atributo de estações secas ou cheias, porque sua estação é propícia do coração de quem sabe plantar poesia a qualquer tempo, em qualquer solsticio, ciclo ou estação da vida.
Pois sua poesia não se prende a definiçoes climáticas. O sol da SIL é:
"Sol ilumina (dor)
Sol fascina (ação)
Sol a nascer no (a)mar
E ficar no coração".

Tenham todos uma ótima semana, bastante iluminada, chova ou faça sol. A vida tem dessas cores, e o arco depende da íris de cada um!

João Ludugero, poeta.

João Ludugero disse...

Querida Sil,
Boa tarde!
No meu texto, onde se lê: "se forma nas sombras..."
Leia-se: se formam nas sombras".
Mega abraço,
João.

Sil Villas-Boas disse...

João Obrigada pelos elogios. Você e os autores aqui no Jardim são mais poetas que eu, apenas uma aprendiz nesta Arte de poetizar nossas emoções. Cara Aninha, aceito suas críticas, pois ninguém já nasce pronto em qualquer tarefa ou talento que desenvolva na vida. Querendo participar com sua poesia neste Jardim, deixe na sua próxima visita o seu endereço, que contatarei e te enviarei convite. Bjusss Sil

Tatiana Kielberman disse...

Sou simplesmente fã dessa música e, por incrível coincidência, enviei hoje de presente o vídeo do YouTube com a canção cantada pela Sheryl Crow à Helinha pelo Twittet!

Grande ânimo em suas palavras, Sil querida!

Beijo grande!!

Long Haired Lady disse...

eu sou uma mulher solar!

Karina Boccia disse...

Sil,
De todos os Girassóis que já vi, você é o mais lindo!
Amei essa poesia e pena que não tem como opção de reação a palavra
"perfeito".
Adorei esse trecho:

Sol ilumina (dor)
Sol fascina (ação)
Sol a nascer no (a)mar
E ficar no coração.

Pode ter certeza que todas as vezes que eu olhar para o Sol, lembrarei desses versos.
Beijokas

João Ludugero disse...

Tem criaturas
que já nascem sol
Brilham por si só,
Iluminam ao redor
e além...
A Sil é uma delas!
Uma ótima semana!
Abraço de sol a sol,
João,poeta.

Sil Villas-Boas disse...

Obrigadas aos amigos
João, Tati, Long Haired Lady e Karina pelos elogiosos comentários neste recanto que adoro.
Bjussss em todos vocês.
Sil

Max Psycho disse...

Sempre muito bem nos seus posts ein gata, bju grande e ótima semana

paulo disse...

Chegou o Sol e
com ele a Sil...
Agora já estas poeta.

Lu Cavichioli disse...

Belíssima ode ao Sol, ao Rei energético que à vida aquece.

Gostei do blog e já sou seguidora.
Quando quiser venha me fazer uma visita. Será um prazer.

abraços

Lu C.

Lu Cavichioli disse...

Te linkei no Retratos em Degradê!
bjs

Fernanda disse...

O sol tbm tem esse poder sobre mim, de colorir os recantos da alma.

João Ludugero disse...

Querida Amiga Sil,
Muito bom dia!
Não precisa agradecer por nada. Apenas falei o que acho, o que vejo nitidamente no que escreves. És realmente uma criatura abençoada, um ser que emana muita luz. E isso é evidente. É algo assim que está contigo e resplandece. É como o AMOR. Ele te contém, e apenas AMAMOS. É algo inato, não precisa agradecer ele vem e, de certo,és uma nascente de AMOR.
Acredite, SIL é SOL que aquece e ilumina tudo ao seu redor. SIL é maior que Sil. E está aí, linda de viver, a jorrar luz e paz na vida da gente. És uma grande criatura, Deus que te preserve assim. Hiper abraço iluminado.
João.