sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Simplesmente Tu!


Chegaste
Eu não te esperava

Contigo trouxeste a ternura, o desejo
E, mais tarde, o medo

Chegaste e eu não conhecia essa ternura
Esse desejo.

Em casa, no meu quarto
Eu vejo teus olhos na memória

Recordo do sorriso
E dos momentos de paz

O tempo passou...
Eu e tu sentimos esse tempo  passar

Mas

Quando nos encontrarmos de novo
Saberemos que não tínhamos nos separado.