domingo, 7 de agosto de 2011

NUNCA É TARDE

Por: Sil Villas-Bôas




Se o tempo não pára. 
Por que temos que parar???? 
Continuemos a andarilhar.


Nos versos
Nos avessos
Nos tropeços
E nas estradas.


Andemos pela vida
Andemos para a vida
Caminhemos em direção
DO AMOR

E que a gente nunca pare.