quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Que a Chuva Caia



Deixo que a chuva caia e deslize sua pureza pelas ruas, praças e jardins.
E que depois da chuva, o sol chegue assim de mansinho, iluminando nossa vida 
e nossa maneira de ser.

Que o vento sopre para nós um sopro de liberdade.
Refrescando nossa alma. 
E purificando nosso coração. 

Que o céu possa nos alegrar com suas cores azuis e suas estrelas, 
pequenos pontos a nos servir de guias em nossas caminhadas.