sexta-feira, 26 de setembro de 2014

DOADOR DE CORAÇÃO,por João Maria Ludugero

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
DOADOR DE CORAÇÃO, 
por João Maria Ludugero

Há gente que fica pra semprena história da história da gente...E a esta gente darei tudo o que possuo:veias, vasos e capilares, tudo a seu tempo,com suor, sangue e minha riqueza a céu aberto:

EUe comigo doarei um coraçãorecauchutado, refeito,mandando às favas as gravatase até os public-relations,bem-quero apostar no presente únicodo ex-cara velho,que faz poesia como quem carecemais que água e pão.

Assim aprendo a crescere a me multiplicar em letras.Sim, peças a mim, estou prontoa tecer o meu ser.Sou poeta... noite, lua, dia, sol,mente sã em terra nua.
Escrever é o meu tesouro de diamantes.Tomai e comei, este é meu corpo desnudo...nele posso ser só o que eu quiser!