quinta-feira, 5 de abril de 2012

A Libertação da Páscoa

"Busque em seu interior durante toda a quaresma o que é a Páscoa para você e então se sentirá livre.
Páscoa é ajudar mais gente a ser gente, é viver em constante libertação, é crer na vida que vence a morte.
Páscoa é renascimento, é recomeço, é uma nova chance pra gente melhorar as coisas que não gostamos em nós.
Para sermos mais felizes por conhecermos a nós mesmos mais um pouquinho e vermos que hoje somos melhores do que fomos ontem."
(Pensamentos de Páscoa de um autor desconhecido)

COAXARES, por João Maria Ludugero


Ao cair da noite
na Várzea das Acácias,
O cão vira-lata
late que late
doido a uivar pra lua
de quina pra rua nova.
A lua baixa se emaranha
na rua do arame
onde se acha a alegria
em algazarra
que salta aos olhos
de um magote de crianças
numa rica ciranda
de marré de si.
Entre ramas de maracujá,
eu pergunto ao sapo afoito
por que ele insiste em coaxar?
Ele simplesmente nem dá trela.
E tchibum! mergulha no rio Joca
a nadar com as jias e caçotes.
E eu? eu fico a contar estrelas
na esperança de efetivar
meus três pedidos
na cadência luminosa
de alguma delas.
Permita-se




Permita-se,andar pela rua no dia de chuva e chutar as poças d'água, andar pela areia da praia com os pés descalços, deitar na relva ainda úmida na manhã que se apresenta, contemplando a natureza.

Permita-se rir de si mesmo diante do espelho, contar uma piada sem graça onde só você ri, falar do tempo com bom humor, contar estrelas em noite enluarada, perder a conta e recomeçar várias vezes...

Permita-se errar e admitir o erro sem culpa, permita-se ser seu próprio advogado, já que você defende tanta gente, ame-se!

Permita-se ser mais amigo que pai, e pai na hora que o filho pede um conselho.
Permita ser menos que "super-mãe" ser simplesmente acolhedora, colo de mãe não tem igual.

Permita-se ser amado, roubar um beijo, um abraço mais demorado, andar de mãos dadas pela praça, comer pipoca em um saquinho único, beber refrigerante com dois canudinhos, coisas bobas dos apaixonados, guardar papeizinhos, bobeira deliciosa...

Permita-se chorar de vez em quando, desopilar a alma, emocionar-se, permita o arrepio dos pelos, e no contato com Deus, permita o toque do Divino, e crer na força da transformação que existe em você.

Permita-se hoje, viver o amanhã, sem se preocupar com o que foi, pois assim é você, pessoa maravilhosa, que tudo pode dentro das suas limitações, e para quem já aprendeu sonhar, qual é o limite da própria vida?

Permita a invasão da alegria, seja feliz, ainda que a noite pareça não ter fim, o dia vai chegar e quer te encontrar sorrindo!

 (Paulo Roberto Gaefke)