sábado, 4 de dezembro de 2010

Solidão a dois…



Será melhor, pra nós dois, abrir mão de sua presença, do que continuar nossa solidão a dois.
Você me prometeu horas felizes. E, até certo ponto, isto aconteceu. 
Mas àquelas horas foram desvanecendo-se aos poucos, revertendo-se em dias tristes e arrastados. 
Dias em que tuas ausências suplantavam tua presença. É……
Você só me trouxe ausências. Prefiro então, a escolha de desistir de nós dois.
Desisti de cuidar de tuas carências.
De nossas lembranças e andanças em caminhos que a gente trilhava intimamente.
Caminhos que se perderam de mim e de você”.
Desisto assim, de nossa solidão a dois. Escolho cuidar só da minha. É o melhor a ser feito no momento.
Deixo que os nossos medos, mágoas e silêncios, acumulados em nossa relação sejam levados pelo vento.
É o melhor a ser feito…..
E aí você me pergunta. Por que tomar esta decisão definitiva?
Respondo então.
Porque….
Solidão a dois desgasta.
Afasta o amor que construímos,
sentimos, experimentamos
e vivemos em nós dois.
Solidão a dois
É o diálogo do silêncio com a rotina
Desaquece a chama na retina
Apaga as cores do coração.
Solidão dupla é o fim da emoção
Sentimento que adoece e morre
Por isso te digo Não.
Não desejo mais nossa solidão.
Assumo sem medo
Sem arrependimentos
A minha própria solidão.
Dói menos que a nossa.
By Sil Villas Boas

2 comentários:

Tatiana Kielberman disse...

Minha Querida Sil,

Que texto mais lindo, emocionante e revelador!!

A constatação de que se vive uma solidão a dois não é nada fácil, mesmo... porém, muitas vezes é extremamente necessária!

Precisamos ser fortes, corajosos, firmes em nossas decisões, para não abdicarmos da essência, do que realmente importa!

Nem que, para isso, seja necessário deixar de lado uma pessoa que amamos muito... nem que precisemos dar adeus a uma parte da vida que foi maravilhosa, mas que já não se adequa mais...

Lindo, lindo, querida poetisa... saiba que suas linhas me fizeram ir bem longe!

Um beijo de quem te admira muito!

Max Psycho disse...

Este é o problema de textos sobre amor, sempre são tristes, bjus Sil e parabéns pelo texto