domingo, 8 de maio de 2011

À Minha Mãe Maria

(Mãe e filho-Gustave klimt)

Autor:João Maria Ludugero

Quando a noite chega,
Sinto falta da tua mão
A me endireitar  
No leito dormente a me acobertar.
Mão que não me chega mais
A secar o suor do meu rosto febril,
A apertar minhas bochechas
Vermelhas das traquinices do dia.
Mão que me fazia cafuné
A me acalentar das agruras da lida
Ao me tomar a devida lição de casa
A me fazer os apontamentos,
A me ditar como seria a vida,
A me ensinar como se escrevia amar
Ao conjugar o maior amor do mundo, 
A partir do calor da tua mão
A me adormecer as dores,
A me curar os cortes e os arranhões
Com um simples beijo,
A falar baixinho das fantasias
E devagar me acariciar,
Só para que não despertar
Tão cedo ainda
O seu eterno menino.
E, assim, mesmo sabendo
Que não vais mais voltar,
Ainda sinto tua mão a me acalmar
E sei que terna ela ainda me chega
Quando a seguro mesmo invisível
Destra a me orientar.
Daí procuro a nascente
E adormeço confiante
A papar meus bichos de criação,
Sem medo dos monstros,
Ouvindo-a me ninar,
Nela minha mão depositando.
Nem dá pra estimar
Quanta saudade que sinto
Do meu anjo da guarda,
Que ainda tanto me sentinela
Pela vida a dentro.

13 comentários:

A Viajante disse...

Nossa realmente me emocionou, de coração brotaram lágrimas nos meus olhos, muito profundo... Mãe é tão inexplicável, e apesar de ter um sentimento infinito, mãe para mim, simplesmente resume em uma palavra AMOR! Feliz dia das Mães para todas as mães!

Parabéns pelo lindo poema!

Beijos!

Cláudia Costa disse...

Eita que como cheiro de filho não há igual, nada jamais chegará perto das peculiaridades de cuidados de mãe...E que falta faz!!

Emocionante...sempre um carinho profundo a parte. Lindo, João.

Tatiana Kielberman disse...

Olá, João!!

Belo poema direcionado à sua mãe... Linda, linda homenagem MESMO!

Me emocionei "até" por aqui... rsrs... perfeito para encerrar esta data marcante!

Beijos!! Parabéns!

João Ludugero disse...

Agradeço de todo coração
pelos carinhosos coments.
Tenham uma ótima semana
vocês todos!
Alegrias e meu abraço
bastante iluminado!
João.

Luciano Mano Negra disse...

Caro Ludugero, obrigado por passar pelas As árvores... Tem agora mais um seguidor nos Girassóis e no blog com teu nome. Até mais.

João Ludugero disse...

Muito obrigado,Luciano M.Negra, seja sempre bem-vindo a nos prestigiar com a sua presença. Tenha uma ótima semana! Abraços,
João.

João Ludugero disse...

Querida Cláudia,
Boa tarde!
Agradeço suas carinhosas palavras. Volte sempre a nos prestigiar. Valeu! Tenha uma semana cheia de saúde, paz e alegrias.
Até mais!
João.

João Ludugero disse...

Prezada Viajante,
Boa tarde!
Agradeço de todo coração o carinho e as doces palavras. Que bom que gostou do poema. Hiper abraço,
João.

Paulo disse...

Mais um poema com a tua marca, João.
Parabéns

João Ludugero disse...

Querida Amiga Tati,
Valeu pelo primoroso comentário. TE ADORO! Tenha uma semana supimpa!
Mega abraço,
João.

João Ludugero disse...

Querido Amigo Paulo,
Boa tarde!
Não poderia também vir aqui para lhe agradecer e dizer que suas palavras sempre me soam como um forte incentivo para eu continuar a escrever mais e mais poemas assim. Mega iluminada semana!
Abraços,
João.

Primavera disse...

Que hermoso poema, dedicado a tu madre, que mejor homenaje a la persona que te ha dado la vida, que te enseño, te amo con un amor incondicional.
Un placer leerte.
Primavera

João Ludugero disse...

Prezada Primavera,
Quanta alegria em tê-la por aqui!
Muito grato pela visita a apreciar o maravilhoso Jardim dos Girassóis!
Volte sempre! Aqui todos os dias tem novidade, postagens novas, poemas de alta categoria e esplendor. Vale a pena nos visitar. Obrigado pelos coments e pelo carinho. Felicidades!
Abraços,
João.