domingo, 5 de junho de 2011

RE/POUSO...



Por @LoucaDeMente
... 
Beija-flor que tantas flores já beijou
e tantas ainda vive a beijar...

Em mim pousou... sugou-me... provou-me!
E agora sinto que sou...
Por ti pousada... fui provada!

Antes angústia de a/provação,
depois delícia de provação,
agora só desejos de re/provação...

Delírios... Devaneios... Alucinações!

Néctares que jorram e transbordam-me
para exalando te provocar...

Gritando baixinho... Murmurando aos berros!
gemendo... contorcida... doida e doída...

Flor que cansada de esperar despetala, mas aprende a voar...

Voando feito borboleta que não espera, voa a flor buscando o beijo que a deflorou...



E sábia sabe que tal beijo está no bico deste beija-flores... 

Cavaleiro que esta flor cavalga... cava, penetra, suga...
E faz suspirar...

E cada poro da borboleta/flor respira...
Aspirando teu re/pousar...

E se deseja e permite que a sugas é porque assim também pode sugá-lo...

Amando-te em sonhos, matas e suores...

Selvas vívidas, vividas em nuvens escondidas...

Que escorrem, e em doces pingos, chovem doce/melado escorrido...


Sentido !



E em bárbara tempestade caem em tentação, com raios e trovões...

Tesão, que como selvagens, o fazem se amar no chão...

Como anjos caídos, esquecidos das asas ha/vidas...

E no chão, escorrendo e escorregando, em carícias fertilizam-se...



Feliz paixão... Feliz tesão... Feliz fertilizado chão!



E novas flores surgirão...



E insaciável o beija-flores de novo não resistirá a tantas cores...

A borboleta por ora extasiada... espera, mas também alimenta o desejo do re/pousar!




Espera...

Terá sido uma mera fantasia?
Um sonho?

Uma metáfora sentida?

Um sonho acordada ou dormida?

Quem me dera tudo não ter sido uma quimera!



Não quero mais a/provações...

Quero provocações...



Re/provação!



….







6 comentários:

Amor feito Poesia disse...

Cada dia que de presente recebemos
É mais um sonho que temos
De ver o sol para todos brilhar
Neste universo nos dado para amar.

Ataíde Lemos

Feliz Semana...Beijos meus! M@ria

http://wwwavivarcel.blogspot.com/ disse...

Poesia cheia de amor,cada nascer de um novo dia mais um beijo de carinho.Dando vida, e mais amor,sem amar o que somos?.Pois perdure o amor em cada ser,em cada alma.
Conheci seu link vim conhecer seu lindo espaço e já sou sua seguidora.Espero que visite o meu cantinho.
Felicidades.

Sil Villas-Boas disse...

Lindo-KelALouca....

Você demora a postar.....
Mas quando você posta, AFF, você POSTA o que de mais bonito há...
Obrigada.
Bjuss
Sil

Lu Cavichioli disse...

UAU, que poema rubro, cálido, intenso e que esboça um mix doce/sensual sem cair no vulgar.
Poema de perder o fôlego! rsrs

Você naum tem nada de LoucaDemente, porém as vezes, nosso outro lado, aquele onde liberamos as feras, escape e nos surpreenda como foi o caso deste poema.

Este blog tem qualidade literária e vale a pena ler e reler cada palavra do lirismo que aqui espalha-se.

Sil e poetas gosto imenso de vir aqui e saborear cada palavra que leio.

Parabéns pelo poema!

Sil, obrigada pela visita ao Retratos, venha sempre e traga seus amigos.

abraços a todos.

MARTINS PESCADOR disse...

E as flores se relacionam através do beija-flor.

Tatiana Kielberman disse...

Sempre linda e doce, querida Kel...

Chega uma hora em que não há mais o que dizer dos seus textos, pois a cabeça fica em turbilhão de emoções!!

Perfeito!

Que haja sempre um beija-flor disponível para acalentar nossos néctares...

Beijo carinhoso!