sábado, 17 de setembro de 2011

Mãos dadas.

Por: Francisco Diniz



                                                                                                                                   Um dia desse eu vinha caminhando numa das ruas do centro de minha cidade quando vi caminhando na calçada no sentido contrário ao meu um casal bem idoso.
Eu parei discretamente e fiquei observando os dois passando ao meu lado numa conversa animada que continuou até dobrarem numa esquina e sumirem de minha vista. Até aí tudo normal, o que me fez prestar atenção no casal foi o fato de apesar de idosos os dois estavam andando de mãos dadas como um casal de namorados.   
Parado eu estava e parado continuei observando-os e refletindo com o que acabara de ver. Foi então quando resolvi retomar meu caminho que topei com outro casal, agora um casal de adolescentes também andando de mãos dadas da mesma forma que o casal de idosos.
A diferença entre os dois casais foi que o casal de idosos demonstrava uma cumplicidade provavelmente adquirida em anos de união, enquanto no casal de adolescentes eu vi o sentimento juvenil de posse e ciúme.Mais uma vez fiquei parado refletindo sobre o que acabara de ver e fazendo uma comparação entre os dois casais. 
Lembrei-me dos meus tempos de adolescente onde também segurava na mão de minha namorada como se ela fosse um objeto e ficava acintosamente demonstrando para os possíveis concorrentes que aquela já tinha dono. 
Depois de observar os dois casais passarem por mim de mãos dadas, retomei o meu caminho pensando se um dia terei a mesma sorte do casal de idosos e andar conversando calmamente de mãos dadas pelas ruas de minha cidade.

2 comentários:

Van disse...

Tomara que sim. Que você tenha essa sorte de chegar lá de mãos dadas com quem ama.

Sil

Obrigada! Ficou lindo seu girassol lá também.

Beijinho e bom fds!

Sil Villas-Boas disse...

História encantadora Chico.
Bjusss e bom fim de semana.
Sil