sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Morte Insana


Suas mãos nas minhas
Seu rosto próximo ao meu


Sua pele
Sua boca
Sua respiração


Dedos em meus cabelos
Desejos incontroláveis 


Morte insana
Loucura
Prazer
Minha morte
Meu corpo clama pelo seu.



4 comentários:

Sil Villas-Boas disse...

Eita, Rosita.
Poema bom demais da conta. Amei.
Bjusss
Sil

ϟ Cynthia Brito disse...

Lindo, Rosa!
Uma beleza só!

Deixo meu carinho...

Beijos.

Max Psycho disse...

Sil, te desejo um ótimo fim de semana

Tatiana Kielberman disse...

Isso, para mim, não é morte... é VIDA pura!!

Lindo, Rosinha...

Um beijo carinhoso!