domingo, 16 de outubro de 2011

O amor não suporta perdas...

Por Marília Felix

É uma forma de não perder é transformar a experiência que não existe em poesia ou literatura!
  

9 comentários:

Sil Villas-Boas disse...

Marília, minha vizinha querida.

Adorável este post-poema. Maravilhoso o conselho que você plantou hoje no Jardim. Ah, quero uma desta árvore de girassóis para plantar no quintal de minha alma.
Bjussss, mana-vizinha linda.
Sil

Marília Felix disse...

Sil, você é linda de todo jeito!

Adoro jardinar aqui!

Um beijo, amigos.
Ótima semana!
=)

Tatiana Kielberman disse...

Hummm... gostei muito dessa ideia de "não-perdas", Má!

E, se formos mesmo parar para pensar, o amor quase nunca se deixa esquecer...

Adorei!

Que possamos transformar o amor sempre!

Um beijo carinhoso!

Maggie May disse...

o amor é poesia ou a falta de amor ?

Silene Neves disse...

Marília...

A poesia pode resgatar corações, o mundo das palavras é infinito e nos oferece possibilidades de recomeços a todo instante, linda sua inspiração!

Belíssimo post!

Uma semana linda pra vc!

Beijo doce pra vc e pra Sil.

Sil

Luna Sanchez disse...

E é o que fazemos com tanto empenho!

=)

Beijocas!

RosaMaria disse...

Por isso escrevo!

Transformo meu amor, minhas dores em letras, para que elas nunca possam ser deletadas.

Sil e Mary!
Digo sem pudor, amo vocês duas.

Beijos.

Max Psycho disse...

Não acredito em amor

Olho no olho. disse...

Receita para viver o amor.
Um dia fui paixão e não gostei, outro fui apenas desejo e não me completei, outro fui amor e faltou algo. Hoje sou uma mistura de tudo com uma grande porção de realidade e racionalidade. Vivo melhor!
Francisco Diniz.
http://viajantenaspalavras.blogspot.com/