terça-feira, 29 de novembro de 2011

À AMIGA SILVILLAS-BOAS

Há pessoas que a gente conhece e esquece.
Há aqueles que são parte da gente e não merecem.
Tem gente de todo tipo: perto da gente e tão longe,
A léguas e léguas longe da gente e bem perto.
Tem gente que ainda nem sabemos,
Mas já deixou saudades.
Como seria bom se eu pudesse escolher...
Guardaria a pouca gente que me deixa contente
No bolso de tesouros e pedras preciosas 
que ainda carrego no interior do meu peito
E que me animam só de pensar: 
Ter amigos sinceros 
é a melhor coisa que existe!

Um comentário:

Sil Villas-Boas disse...

Olá João

Fico grata por este lindo poema e pela linda amizade compartilhada comigo.
Bjusss
Sil