domingo, 20 de novembro de 2011

Aos Alvirrubros.

Era o ano de 1968 e na época com onze anos fui levado por um tio para assistir ao jogo que daria ao Náutico o maior título de sua história, o hexa campeonato.

Na velha geral, ao lado das velhas cabines de rádio no velho “balança mais não cai”. Ali sentado, pela primeira vez pude sentir a emoção de ver de perto o meu Náutico campeão.

Desde então torço pelo Náutico e consegui transferir essa paixão para meu filho, que provavelmente transferirá para meus netos e assim por diante.

Explicar o que sente um torcedor pelo seu time, só quem é torcedor sabe. O importante é mostrar que a paixão pelo time do coração deve ser uma paixão racional, sem violência e sabendo que o futebol é um esporte onde sempre haverá vencedores e vencidos.

Hoje como “vencedores” nós comemoramos o acesso a série “A” do campeonato nacional, lugar de onde nunca deveríamos sair devido à grandeza e a história de nosso clube. Venho presentear aos velhos e novos Alvirrubros com esse hino do Náutico da década de 60.

Saudações Alvirrubras!



Francisco Diniz.

2 comentários:

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Que bom.
Alegria simples
de um amor
que se alimenta
de histórias de vida.

Aqui em Fortaleza
torço pelo meu Ceará,
para que permaneça
na 1ª divisão,
ao lado de outros
times nordestinos.

Que esta alegria
se mantenha
e se multiplique
ano que vem.

Que a luz da vida
esteja sempre em teu olhar.

Olho no olho. disse...

Obrigado Aluisio.
Precisamos ter nossos times do Nordeste representando nossa linda região nos principais campeonatos nacionais do Brasil.
Parabéns pelo seu Ceará!
Um abraço e saudações Alvirrubras.