quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Um Jardim de Girassóis Especiais


Era uma vez, uma jardineira muito sensível.
Amava plantas, flores, jardins, natureza e, principalmente Girassóis.
Ela era uma moça de bom coração, cuja vida, nada fácil em seus muitos percalços, foi moldando de forma profunda e detalhada, o caráter, o coração, a emoção e, principalmente a sensibilidade. Essa moça é uma raridade...uma guerreira disfarçada de jardineira. É boa em cultivar amizades, cativar amores, escrever sentimentos, vivências, poesias, alentos em letras que a tantos contagia. É uma moça de grande valor e sentimento. Garimpeira de talentos em letras, foi juntando girassóis pro seu jardim, um tão lindo quanto o outro...diferentes entre si, cada um com sua entonação, seu brilho, seu valor, contribuindo sempre e cada dia mais para embelezar o lindo jardim.
A esta moça valorosa, querida e forte, ofereço minha gratidão, minha honra e minha sincera amizade, por me permitir ser um dentre seus lindos girassóis...ofereço hoje, minhas flores prediletas, rosas...vermelhas, como sinônimo de amorosidade, gratidão, poder e paixão  (sentimento tantas vezes descritos e escritos nas linhas de nosso jardim). Ofereço rosas com a certeza que lhe trarão o ânimo necessário para construir e gerir tudo quanto se proponha a fazer, em qualquer tempo e em qualquer setor que a vida lhe encaminhe.

Com todo meu apreço e gratidão, te desejo Sil, toda felicidade do mundo seja lá qual for a nova estrada. Que os caminhos estejam sempre abertos e que sejam, eventualmente cercados por girassóis para embelezar ainda mais teus dias. Força e Luz, minha queria amiga jardineira.

8 comentários:

Janaina Cruz disse...

Claúdia, quem presenteia com flores e belas palavras os olhos de alguém, merece todos os melhores perfumes do mundo!

Abraços mil

João Ludugero disse...

Para mim, a SIL é um SOL
que já nasceu a enGIRARASSOLarado, radiante, e ilumina até quando não aparece!
Grande Sil! Ela existe!
E é uma doce e abençoada criatura. Beijos.
João Ludugero.

Sil Villas-Boas disse...

Claudinha

Estou e ficarei infinitamente emocionada com sua homenagem de hoje. A sua amizade e carinho com certeza irão ultrapassar o tempo e o espaço que a vida oferece para nós.
Cuide bem deste Jardim de poesias.
Bjusss
Sil

Milton Ostetto disse...

quem planta poesia colhe amor
abraço
Milton

Van disse...

Passear por esse jardim é encher os olhos de flores e o coração de perfume.

Cláudia você tem total razão ao descreve-la. Sil esparrama seu perfume por aí, de maneira tão doce e generosa que nos deixa com a sensação de estarmos em um jardim sempre que ela passa por nós.

Foi lindo o que você disse Cláudia.

É lindo o seu coração Sil

Um beijão pra vocês

Luna Sanchez disse...

Saudades antecipadas, pode?

=\

Beijinhos.

Álvaro Lins disse...

Repousar neste jardim é um privilégio:)
Bjo

Tatiana Kielberman disse...

Que linda descrição do jardim, Clau!

Pude sentir daqui a intensidade em cada linha...

A Sil merece!!

Beijos às duas!