quarta-feira, 8 de junho de 2011

Entre_Linhas

Por: Cláudia Costa


Nos aproximam letras que traduzem sensações

Sentimentos em palavras que nos chamam

Como ímãs.

Absolutamente nada é dito as claras

Nada objetivamente declarado

Percebemo-nos interessados

Dançamos em nossas letras, 

Imaginamos intenções

Descortinamos entrelinhas.

Desnudamo-nos. Conhecemo-nos.

Nos aproximamos.

Passo então a respirar tuas linhas

Suspiro letras,

Aspiro palavras... Minhas.

Anseio encontros, linhas,

Aspas, idéias, possibilidades...

Reticências...

São nossas, tão nossas entrelinhas

Que nos permitem mundos



De realidades e sonhos

Que nos permeiam aproximações

Respeito, ambiguidades, carinhos

Cumplicidades, leituras próprias

Só nossas...de nós dois.

Onde outros imaginam,

Temos certeza. Velada, quieta

Sorriso de canto,

Espera sorrateira

Vinho a espreita.

Sorvemo-nos

Entre_linhas.


5 comentários:

Sil Villas-Boas disse...

AI Cláudia.... Bom dia

Cada vez fico surpresa com tua inspiração. Divina, sincera, tocante.
Um post pra lá de maravilhoso.
Bjusss
Sil

paulo disse...

Que inveja deste entrelinhado, Cláudia. Muito bem escrito e deixa, realmente, nossa imaginação aguçada.
Gostei.

Abraço

Adriana Antunes Polak disse...

...O que nos aproxima são falas, nas linhas ditas ou não. Fica o critério do entender de ti, de mim. Amo as palavras explicitas ou nas entrelinhas!

Amei, lindo, parabéns!
Bjos.

Tatiana Kielberman disse...

Suas entrelinhas são sempre justas e plenas, Clau querida!!

Adoro lê-las e degustá-las!

Beijo carinhoso!

RosaMaria disse...

Somos eternas dissertações...

Beijos