quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Prazer - Por Cláudia Costa


Nos olhos, ao conhecer
Aquele corpo
Cujo pensamento
Já conhecia a tempos.

No olfato, no ato
De sentir seu cheiro
Suave e desejado

No tato, seguido
Do abraço
Inteiro, envolvido,
Querido, doado.

No paladar,
Ao encostar na boca linda
Com a qual sonhava
E tanto queria minha.

Na alma eufórica,
Apaixonada
Entregue. 

“Tudo que eu sabia é que te queria e eu, conseguia imaginando...”


7 comentários:

Sil Villas-Boas disse...

Cláudia
Nada mais sensual e sensorial do que a imperativa vontade e saciedade dos sentidos. Aflorados, interiorizados, permitidos.
Lindo post-poema.
Bjusss,
Sil

Luna Sanchez disse...

Vontade em todos os sentidos. Me gusta!

Beijos.

João Ludugero disse...

Querida Cláudia,
Lindo poema! Adorei:

“Tudo que eu sabia
é que te queria e eu,
conseguia imaginando...”

Como é poderosa a força do pensamento,
move corações, faz a gente se embriagar de quereres e doações.
Magnífico!
Abraços,
João Ludugero.

Cláudia Costa disse...

Sil, Luna e Lud,

Mais do que comentar, sei que vocês também são adeptos do SENTIR, tudo na pele, no coração, na mente...

Agradeço por isso, por me mostrarem sempre que não sou sozinha no caminho das intempestuosas amorosidades.

Obrigada sempre pelo carinho.

Beijos.

João Ludugero disse...

Olá, Cláudia,
Boa tarde!
Eu aqui de novo!
Só pra te dizer uma coisa:
Agradeço de coração pelo carinho e pela forma amável com que se reporta sempre aos textos que escrevinho, postando seus primorosos coments.
És uma criatura de muita doçura. Tenho muito apreço por ti. Viu?
Forte mega abraço pra você!
TE ADORO!
Eu, "Lud".
P.S.: Continue assim, simplesmente esse encanto de criatura. Aliás, tem gente que nasce assim, abençoada por Deus.

lua prateada disse...

Como não querer a coisa mais linda que se pode sentir em nossos corações...
Beijinho prateado

SOL

Tatiana Kielberman disse...

Pudera eu ter palavras plenas que traduzissem a inteireza que sinto ao ler seus escritos, Clau...

Você diz que eu te traduzo em meus textos, mas você retoma alguma espécie de pureza perdida em meus sentimentos quando surge com versos tão sublimes!

Agradeço por reavivar a melhor parte da minha alma com essa sensibilidade incrível, transmitida o tempo todo, segundo após segundo...

Amo tê-la por perto e descobrir os pequenos prazeres da vida por meio dos grandiosos detalhes de uma amizade!

Simplesmente sensacional!!! Mais privilégio ainda é poder ouvir essas palavras de sua própria voz...

Beijos e obrigada pelas oportunidades, sempre!

Amo você de coração...