quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

ALADO POETA LUDUGERO, por João Maria Ludugero


ALADO POETA LUDUGERO,
por João Maria Ludugero.


Somos pássaros atentos
mais com asas pro interior;
nossa terra está avoante
onde de soslaio estamos:
nesta seara de sonhos
se as trilhas de acordes,
nós pagamos;
nesta ala ou no alpendre
de encontro à praça;
nosso lugar é bem maior
do que o alcance das asas além
de um astuto beija-flor medonho!

Nenhum comentário: