domingo, 5 de dezembro de 2010

Decisões



Hoje eu quero andar nas ruas. Sair um pouco 
do nosso espaço.
Onde o seu olhar se convertia no meu.
Onde nossa cumplicidade,
nossa essência,
nossa maneira louca de amar,
nossas diferenças e igualdades,
eram compartilhadas por nós dois.

A toda hora.
A todo o momento e instante,
que a vontade chegava na gente.

Difícil aceitar o nunca mais....
Do seu sorriso indireto
Das suas palavras soltas e livres
Do teu olhar menino e em fogo
Nunca mais teu braço
e abraço em volta de mim
Doce prisão de sentidos

Nunca mais.......

Difícil é ser real
Quando a fantasia me trouxe
a liberdade dos pensamentos,
a descoberta de sentimentos.
Sequer imaginados
E tão presentes dentro de mim.

Hoje eu quero andar nas ruas
Sem pensar em nossa história
Sem pensar em nunca mais....
Você.

By Sil Villas Boas

2 comentários:

Tatiana Kielberman disse...

Querida Sil,

Já comentei neste seu poema lá no "Entre Marés" e reitero que está divino, maravilhoso!

Parabéns!!

Beijos pra você!

Max Psycho disse...

Muito bom o poema Sil, eu párticularmente não gosto de escrever sobre oisas assim, mas gosto de ler