sexta-feira, 18 de março de 2011

Luz Própria - Rosamaria Roma


Cada pessoa brilha com luz própria entre as demais.
Não há dois fogos iguais.

Há fogos grandes
Fogos pequenos
Fogos de todas as cores.

Há pessoas de fogo sereno, que nem percebem o vento
E pessoas de fogo louco, que enchem o ar de faíscas.


Alguns fogos
São bobos, fracos, que não iluminam e nem queimam

Mas outros ardem na vida com tanta vontade
Que não se pode vê-los sem pestanejar

E quem se aproxima se acende, se ilumina!



Oi amigos!
Mais uma colheita nesse jardim que tanto adoro
Obrigada Sil pelo carinho
Bom final de semana

6 comentários:

Sil Villas-Boas disse...

Bom dia Rosa
Só mesmo uma Rosa como você para ser a primeira poetisa a florescer no nosso jardim. Te adoro.
Teu post está maraviLindo.
Bjusss e bom fim de semana.

Tatiana Kielberman disse...

Rosinha, querida...

Você é uma dessas pessoas que, além de terem luz própria, também acendem a vela dos demais, propagando luz por todo o ambiente!

Lindo texto!! Como sempre...

Um beijo enorme de quem te admira!

Kiro Menezes disse...

Lindo, adorei!!!

Belo demais Rosa ♥

^_^•

paulo disse...

A luz de cada um vista por cada outro.
Gostei Rosa,precisamos cuidar da nossa para que reflita cada vez melhor.

The Well disse...

O prob é saber controlar o fogo e a luminosidade. rs

Leveza de poema, Rominha.

Xêro!!

Malu disse...

Que espaço adorável este teu jardim de girassois, completamente iluminado de AMOR e de CARINHO!
Abraços.