terça-feira, 14 de junho de 2011

Caminhos

Por: Paulo Diesel

Os monstros
atacaram e
arrasaram
as vias transitadas pelos
sentimentos mais sublimes.
Os sentimentos enredaram-se
confundindo
os cérebros mais privilegiados.
A emoção dá lugar
a razão, que
imperará
por mais que
nos empenharmos
contrariamente.

6 comentários:

Sil Villas-Boas disse...

Paulo

Que a emoção seja sempre uma força íntima a te (en)levar nos escritos e poemas de tua alma.
Bjusss
Sil

João Ludugero disse...

Paulo,

Ainda assim, sobreviverá o caminho do coração. Ainda acredito nisso, ainda o Amor superará os monstros que assombram os caminhos, ainda se pode sonhar acordado... Ainda há sóis e luas. O coração haverá de sobreviver os aneurismas!
João, poeta.

Joop Zand disse...

Wonderful .....very nice blog !!

gretings, Joop

Tatiana Kielberman disse...

Sempre adoro seus caminhos, Paulo querido!

Sejam eles tortos ou mais alinhados...

Beijos!

ROSANA VENTURA disse...

Nossa Sil, hoje isto me cabe tão bem!!!
PERFEITO, amei!
bjossssssss

Cláudia Costa disse...

Paulo,

Quisera que as razões fossem sempre abafadas pelas vozes brilhantes dos sentimentos...
De cada via pela qual escolhemos caminhar, as razões sãos as verdadeiras tormentas...as emoções os grandes prazeres...

Lutamos com as primeiras para gozarmos as segundas e sempre voltamos as primeiras...

Pena.

Sempre, sempre, viajo em suas letras...Obrigada por nos propiciar isso.