segunda-feira, 20 de junho de 2011

Sabores

Por: Sil Villas-Boas

Quero experimentar sabores:
Do vermelho da maçã.
Dos vinhos, doces e secos
Sabores escondidos no teu beijo
Que secam a pele molhada dos meus lábios


Quero os sabores da vida 
Das cores de tuas poesias
Sorvendo-os e os absorvendo
Em tragos lentos, suaves ou rápidos
Interiorizando todo o gosto, todo o instante
Que existem nestes elementos 

Quero todos os sabores
Que existem e se perpetuam 
Em nós dois

5 comentários:

João Ludugero disse...

Todo sabor rasgado
em sua poesia é deveras
essencial.
Tuas palavras trazem sabores
com cores e ruídos,
apetecedores!
Como é bom se perder
no céu da boca
desses sabores molhados...
Hummmmm!!!! Vale a pena!

paulo disse...

Ler-te está cada vez mais "saboroso", Sil. E quando nos trazes estes sabores que se misturam aos nossos, então, é muito bom...

Fernanda disse...

Lindo poema, Sil! Cada vez mais teus poemas ficam mais lindos, parabéns!

Tatiana Kielberman disse...

Sil, querida...

Adoro quando você expõe em sensibilidade todas essas vontades de sabores!

Lindo!!!

Beijo carinhoso!

RosaMaria disse...

Eu quero!

Todos esses sabores, todos esses gostos, quero muito.

Sil

Sua sensibilidade é inspiradora.

Beijos.