sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Peito Aberto



Um coração
Sem compasso
Um peito aberto
Que não sabe o que fazer
Com as flores
Que saem da boca
Nem das mãos vazias
Quando não estás por perto.

6 comentários:

João Ludugero disse...

RosaMaria,
Abra o peito bem no cerne,
sinta a carne do coração,
consinta-se a beber o néctar
das flores que não te deixam de mãos vazias, nem com sede na boca...
permita-se a se extasiar em seus perfumes... A vida é mesmo bela e vale a pena se evolar quando no peito ainda cabe Amor! Bom fim de semana!
Abraços,
João.

Natasha Dias disse...

Que blog mais lindo!!! Parabéns!! Amei seu cantinho!! Um ótimo fds a vc!!!

Sil Villas-Boas disse...

Rosita
Belas flores que você plantou hoje aqui no Jardim. Amei-as
Bjussss
Sil

RosaMaria disse...

Oi queridos meus!

Obrigada pelo carinho.

Um beijo doce, ótimo fds.

Cristian disse...

que nem eu....

Beijos, Rosa!

Tatiana Kielberman disse...

Tudo se torna um descompasso na ausência de quem se ama!

Beijos, Rosinha querida...