sábado, 28 de janeiro de 2012

ALUCINAÇÃO, por João Maria Ludugero


E quando tudo girar à tua volta,
quando o mundo girar ao teu redor,
quando ensimesmado na rotina
procurares dar sentido à orbita, 
e não estando de ressaca, acordares 
não como uma pessoa egocêntrica, 
arrotando para o mundo parar, 
não arredes o pé da lida, 
não surtes ainda 
nem peças 
para 
descer,
entres no embalo alucinante 
a curtir o barato que é a vida. 
Ou ainda, se optares, em êxtase, 
podes girar ao contrário, de súbito,
de qualquer lado ou banda, de verso
só para ver a coisa desandar,
contanto que segures a cabeça!

6 comentários:

ROSANA VENTURA disse...

Ai que bom voltar aqui!
Tudo sempre tão lindo!
É o primeiro Blog amigo que visito este ano, e não poderia ter escolhido melhor!
bjos

Sil Villas-Boas disse...

Eita que poema estonteante. Que faz a gente girar e não querer parar neste "arrudeio", rsrsrs.
Beleza pura, João.
Bjusss e bom fim de semana.
Sil

Aureliano disse...

Olá, João!

O importante é girar, buscar novas direções, experimentar até mesmo o caos, mas estar sempre consciente.

Abraço,

Aureliano

João Ludugero disse...

Olá, Rosana,
Volte sempre, o Jardim dos Girassóis estará sempre de portas abertas a receber seus queridos leitores. Agradecemos sua visita e lhe desejamos um ótimo fds!!!
Abraços,
João.

João Ludugero disse...

Sil,
Que bom ter seus coments primorosos sempre. Um grande e iluminado fds!!!
Beijos mil. Saúde e dias felizes.
Até mais! Continue esta criatura de uma mente tão, tão iluminada. Deus te alumie mais e mais! Bjs.
João.

João Ludugero disse...

É isso aí, Aureliano! É verdade, fazer a vida girar e acontecer, até quando pintar o caos. A gente está aqui para acertar os eixos. Bom fds!
Abraços. Volte sempre!
João.