segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

AMAR-ELO DE COR, por João Maria Ludugero


AMAR-ELO DE COR, 
por João Maria Ludugero.

E pensar que os homens 
Acham que são donos de uma mente, 
Mas é a mente que os possui
A correr dentro e alto, além...
E ainda assim há astutas pessoas 
Que amam o poder, 
Ao passo que outras há 
Que têm o poderoso dom de amar
Da calmaria aos solavancos,
Enquanto perduram os acordes
Do coração iluminado pelo sol 
Que avança ao amar-elo
A dar amplitude ao real do sonho!

Nenhum comentário: