quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

MARIANA: VESTIDA DE MAR, por João Maria Ludugero

MARIANA: VESTIDA DE MAR,
por João Maria Ludugero.

Ela se veste de mar e emoldura a espuma
Do que liga um cúmplice entretenimento
O mar enfeita a noiva em céus de bruma
Tão viçosa com vestido branco ao vento.

O mar faz seu coração animado em voo
Na arte de amante audaz que enfeitiça
Mariana tem o corpo a flutuar ao léu 
Na onda que se ejeta despida a contento.

Num pomar de conchas ela enleva suas tranças
E ao céu da boca, o gosto do sal como habite-se
E nua, já se aninha aos travessos travesseiros...

E vem o rei das jornadas calorosas e precisas
A amar a criatura, que ao seus pés fascinada
Entrega-se ao mar-elo de seus andrajos em vida!

Nenhum comentário: