sábado, 11 de janeiro de 2014

SAUDADES DAS NOSSAS FÉRIAS POTIGUARES, por João Maria Ludugero

SAUDADES DAS NOSSAS FÉRIAS POTIGUARES,

por João Maria Ludugero

E a gente nas férias ia à praia de Baía Formosa-RN, 
onde não havia ninguém estranho, 
pois em poucos instantes sabíamos 
até os nomes e apelidos dos pescadores. 
Brincávamos juntos com outras crianças. 
Misturavam-nos cedo com os outros adultos 
em meio a gargalhadas e estripulias a correr dentro.

Aliás, não havia mais adultos nem crianças: 
Éramos um magote de hóspedes da praia. 
Hóspedes da Baía Formosa. 
Hóspedes, na verdade, desse mundo potiguar!
Nós nem víamos o tempo passar, 
mas aproveitávamos a lida até o anoitecer, 
hora de descansar e de deixar que descansassem. 
Iríamos brincar no amanhã novamente. 
Deixávamos para as primeiras horas do próximo dia, 
para que fizéssemos dele algo 
muito parecido com o que foi hoje.

E esperávamos que tudo estivesse ali como estava hoje. 
O Sol, as ávidas crianças, e principalmente, 
essa essa encantada Baía. A Baía Formosa, 
aquela que sempre nos recebia livremente, 
pois éramos um magote de crianças saindo de férias....
Que saudades daquela praia,
das frutas da terra e dos frutos do mar, 
de dar água na boca de qualquer criatura.
Que saudades daquela gente simples
que gostava da gente e das algaravias. 
Que saudades daquele tempo, 
além do horizonte!

Nenhum comentário: