domingo, 16 de março de 2014

BRASÍLIA, A BELA CAPITAL, por João Maria Ludugero

 
BRASÍLIA, A BELA CAPITAL,
por João Maria Ludugero

Brasília é uma beleza,
Minha menina sem juízo.
Sonhou tão alto e astuta
Que criou asas de liberdade
Pra me ensinar a voar,
Sair dos eixos, de todos os lados,
Imaginar esquinas, 
Sobrevoar monumentos,
Com liberdade de menino levado da breca,
Até colorir o firmamento.
Na Catedral tocar os sinos
Na hora da Ave-Maria
E depois sair correndo
Para assistir o fim do dia
Pousar nos meus olhos abertos
E derramar toda minha poesia
No vastidão do Lago Paranoá.


Nenhum comentário: