segunda-feira, 2 de maio de 2011

TEU RISO


A minha luta é dura e regresso
com os olhos cansados
às vezes por ver
que a terra não muda, 

mas ao entrar, teu riso
sobe ao céu a procurar-me
e abre-me todas as portas da vida. 


Pablo Neruda 

*Foto de Neruda, do Google. 




Postado por Fernanda Villas in http://potedepalavras.blogspot.com/

6 comentários:

Paulo disse...

O que precisamos mais do que um belo sor riso...

Sil Villas-Boas disse...

Que lindo poema, Nanda.
Adoro o Neruda. Um grande poeta. Valeu a escolha.
Bjussss
Sil

The Well disse...

'Ya no se encantarán mis ojos en tus ojos,
ya no se endulzará junto a ti mi dolor.

Pero hacia donde vaya llevaré tu mirada
y hacia donde camines llevarás mi dolor.'

(Y yo le digo adiós, Neruda)

Xêro!

João Ludugero disse...

Querida NANDA,
Boa noite!
Maravi-rosa-mente
belo o TEU RISO do Neruda.
Encantado com tanta poesia
de alto calibre e precioso quilate. Valeu!
Mega abraço,
João.

Tatiana Kielberman disse...

Fernanda, querida...

Lindo esse poema que nos traz hoje... Sou verdadeiramente apaixonada por Neruda e ele me seduz sempre de forma encantadora!

Nada como um lindo riso...

Beijo carinhoso!

RosaMaria disse...

Nada como um riso para aquecer uma alma fria.

Amo Neruda! Ótima escolha!

Beijos